quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Seu corpo é cheio de gases!


Quando o cheiro se espalha pelo ar todo mundo logo reconhece! Há quem tente tampar o nariz para sentir, mas não tem mais jeito: todos sabem que alguém soltou um pum!
As vezes ele sai barulhento e todos sabem quem é, mas quando é silencioso todos querem descobrir quem é o culpado! Até surgiram lendas que dizem que a mão de quem solta pum fica amarela!

O pum nada mais é do que a saída dos gases produzidos e acumulados no tubo digestivo, processo chamado flatulência. Durante a digestão dos mais variados alimentos são produzidos os gases. O alimento passa pela boca, faringe, esôfago, estômago e intestino. Ele é quebrado em unidades menores para ser absorvido pelo organismo. Os restos dos alimentos são atacados por bactérias no intestino grosso e ação desses microorganismos forma gases como o metano, o gás carbônico e o hidrogênio que se acumulam, principalmente, na parte final do intestino grosso. Também gera compostos como o sulfeto de hidrogênio, mercaptanos e indol. Esses gases e compostos são os verdadeiros responsáveis pelo mal-cheiro do pum!

Existem alimentos que ao serem digeridos produzem mais gases que outros! Atenção para a lista: repolho, couve-flor, cebola e feijão! Então lembre-se de não comer esses alimentos quando for dormir na casa de alguém!

Mas nem todos os gases que temos em nosso corpo se formam desta forma!
Ao longo do dia, enquanto falamos, mascamos chiclete e, principalmente, durante as refeições, engolimos, sem querer, pequenas porções de ar. Pessoas que fumam, se alimentam muito avidamente e falam enquanto comem, engolem ainda mais ar. Além disso, bebidas gaseificadas e a própria saliva levam um pouco de ar em pequenas bolhas.

O ar engolido (cerca de 80% de nitrogênio e 20% de oxigênio) passa pela faringe, pelo esôfago e chega ao estômago, onde forma uma espécie de câmara gasosa. Parte desse ar faz o caminho de volta e é expelida pela boca: é o arroto. Outra parte é absorvida pelo organismo, e o resto segue pelo tubo digestivo, junto com a comida.

Agora não se esqueça que quando você fala demais acaba engolindo uma maior quantidade de ar!

Então nada de falar nas aulas hein!

2 comentários:

Arthur Araujo disse...

É verdade que o pum é inflamável? Pum e arroto é a mesma coisa, mas em processos diferentes da digestão? Rachei lendo esse post!

BeaS. disse...

Aff! Só porque o povo lá da minha sala de aula solta pum, meu professor quer um treabalho sobre os PUNS!!!!!! Rachei lendo esse post! (2)